4 tendências tecnológicas para a área de saúde

A tecnologia está presente em todos os âmbitos da nossa vida, e na área de saúde não seria diferente. A transformação digital do setor da saúde, mesmo que ainda em andamento, já é uma realidade no Brasil e no mundo, deixando de lado, aos poucos, documentos impressos não obrigatórios. Essa digitalização melhora não apenas o trabalho e a produtividade dos profissionais, mas também o atendimento, tratamento e diagnóstico do paciente.

Ao pensarmos em tecnologia para a área de saúde, podemos até imaginar robôs que substituem médicos e enfermeiros, mas a ideia não é essa: apesar dos robôs existirem, são como qualquer outra tecnologia deste segmento, ou seja, visam auxiliar o profissional, não substituí-lo. Afinal, máquinas não sabem compreender sentimentos, sentir empatia e acolher pessoas.

Novos estudos aparecem a todo momento, mas trouxemos aqui apenas algumas tendências tecnológicas para a área de saúde para que você, paciente ou profissional da medicina, esteja informado sobre mudanças futuras.

Automação de processos

Segundo um estudo feito pela Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados (Seade) e pelo Cetic.br/NIC.br, 87% dos estabelecimentos de saúde do estado de São Paulo dispõem de algum sistema eletrônico para registro, armazenamento e recuperação de informações dos pacientes. Esses sistemas permitem a automação de processos, uma vez que concentram os dados dos pacientes, emitem alertas de datas, entre outras funções. Portanto, apesar da tendência de crescimento, a automação de processos já é uma realidade no país.

Telemedicina

A telemedicina foi regulamentada em medida emergencial no Brasil em março de 2020, devido à pandemia do novo coronavírus. Em abril, porém, foi publicada uma lei específica para isso, a Lei nº 13.989, que regulamenta as atividades de telemedicina durante a emergência de saúde.

No geral, a telemedicina permite o atendimento do paciente à distância, por telefone, e-mail ou videoconferência. É mais uma tendência tecnológica que já está em execução em diversos hospitais, especialmente nos particulares, mas ainda tem muito espaço para crescer. A telemedicina exige ainda mais conhecimento em ética, segurança digital e na Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD), que regulamenta a coleta, o armazenamento e o uso de dados do cliente – neste caso, do paciente.

Healthtechs

Healthtechs são startups que unem tecnologia a serviços médicos. Elas utilizam os últimos avanços de ambos os segmentos para inovar as soluções, revolucionar o sistema e oferecer ótimas experiências aos pacientes, com tecnologias que aumentam a precisão de diagnósticos, auxiliam no desenvolvimento de novos medicamentos e aceleram os processos burocráticos. Segundo o portal Canaltech, de 2014 para 2020 o Brasil teve um aumento de 141% na quantidade de Healthtechs. Surpreendente, não!?

Inteligência Artificial (IA)

A grande quantidade de dados armazenados associada à incrível capacidade da Inteligência Artificial em cruzar inúmeras informações que as mentes humanas, focadas em outras demandas, não conseguiriam, é fantástica. Com uma crescente quantidade de sistemas e ferramentas que gerenciam os dados dos pacientes, fica mais simples aplicar a IA para associar automaticamente sintomas a possíveis doenças, prescrever tratamentos personalizados, interpretar laudos médicos para exames de imagem, além de beneficiar várias áreas da medicina.

Apesar de muitas vezes atrelarmos a área de saúde ao tratamento de doenças, esse segmento faz bem mais do que isso, ele é também capaz de prevenir diversos problemas e melhorar a qualidade de vida do cidadão, possibilidade que é aumentada com as tendências tecnológicas. A tecnologia aumenta o acesso à saúde, oferece experiências melhores aos pacientes, ajuda a colocá-los no centro do seu próprio cuidado (quando podem acessar suas informações, exames e receitas digitalmente) e garantem o cumprimento das normas da ANS pelas operadoras de saúde.

Algumas ferramentas muito novas e/ou inovadoras têm preço mais elevado, por isso é mais difícil encontrá-las nos hospitais, considerando, inclusive, as dificuldades deste segmento no Brasil. Outras tecnologias, porém, são mais acessíveis e de ótimo custo-benefício, como a contratação de sistemas para automação de processos. O sistema da M2G é ótimo para quem recebe um alto volume de solicitações dos clientes diariamente, então, se este é o seu caso, fique à vontade para conversar conosco. Vamos te apresentar o sistema, sem compromisso, e mostrar como ele pode melhorar o seu dia a dia.



Este site usa cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.